domingo, 19 de agosto de 2012

Rehab-Capítulo 68

-Não dá para conversar com você.
-Eu não queria conversar.
Ela saiu do meu quarto e me deixou sozinha.
Fiquei olhando para a comida que ela deixou em cima da escrivaninha durante horas. Só deixei de prestar atenção na comida quando alguém bateu na porta.
-Pode entrar.
-É tarde para você estar acordada.
-Ah. Fala sério. Nem a mamãe faz isso.
-É porque eu me preocupo com você.
-Mais do que ela.
-Mentira.
-Não intendo porque  ninguém acredita em mim.
-Poque você é dramática.
-Isso, é mentira.
Ela estava sentada ao meu lado, quando viu alguns comprimidos jogados no chão, atrás de um criado-mudo.
-Aquilo são comprimidos?
-Não. Deve ser sujeira.
-Isso aqui está precisando de uma faxina.
-Eu acho que não.
-Vai dormir. Está tarde.
Ela estava saindo do meu quarto, quando chamei ela.
-Aonde você vai?
-Vou para o meu quarto.
-Fica aqui comigo?


Nenhum comentário:

Postar um comentário