terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Vivendo na Escuridão-Capítulo 14

Rafael mostrou o seu braço para ela.
-Isso é impossível. - ela olhou para o seu próprio braço e depois olhou o dele. Os dois tinham a mesma cicatriz no pulso esquerdo.
-Para mim isso é muito mais do que coincidência.
-Você acha?
-Tenho certeza. - ele confirmou. - Foi por causa disso que eu comecei a te observar. Nós temos muitas coisas em comum. - Rafael riu.
Renata não havia percebido que ele estava com uma câmera fotográfica pendura no pescoço.
-Tipo isso? - ela apontou para câmera do rapaz.
-Exatamente.
-Alguma coisa me diz que não é só por isso que você  veio atrás de mim.
-Eu gosto de tirar fotos com você, ou melhor, de você.
-De mim? - ela ficou envergonhada.
-Você é muito bonita.
-Obrigada. - Renata ficou encantada  com o elogio dele. - Mas ainda não é isso que te trouxe até aqui.
-Eu achei que você pudesse precisar de mim.
-Pressentimento? - ela riu.
-Quase isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário